ABCD

Open Banking: ABCD segue atuando pelos interesses das fintechs de crédito

Share:

Na linha de frente pela implementação do Open Banking, ABCD segue atuando ativamente pelos interesses das fintechs de crédito

Sistema bancário aberto sempre foi principal bandeira da entidade 

São Paulo, 7 de julho de 2020: Atuando ativamente desde as primeiras discussões que buscavam viabilizar o Open Banking no Brasil, a Associação Brasileira de Crédito Digital – ABCD, que representa as fintechs de crédito, segue acompanhando as etapas de implementação do sistema bancário aberto. Regulamentado em maio, por meio da Resolução Conjunta nº 1/2020, ele tem início previsto para 30 de novembro deste ano e estimativa de conclusão em outubro de 2021.

A associação, que lidera os debates sobre o tema junto aos reguladores, também fez parte do Grupo de Trabalho (GT) criado em março pelo Banco Central, com o objetivo de propor a estrutura responsável pela governança do Open Banking. No GT, são avaliadas as condições necessárias para a implementação do sistema de forma homogênea, rápida e segura, capaz de garantir a sustentabilidade e eficiência do modelo no longo prazo, dentre outros importantes assuntos.

Por seu perfil e sua participação ativa nas discussões em torno do sistema bancário aberto, a ABCD se consolida como potencial representante das fintechs de crédito (SCDs e SEPs) no conselho deliberativo da estrutura de governança do Open Banking, além de continuar representando as fintechs de crédito em seus respectivos interesses, contribuindo com o ecossistema de crédito brasileiro.

Desde o início da pandemia causada pelo novo coronavírus, a associação tem trabalhado para que as fintechs se tornem um canal de distribuição do crédito destinado a mitigar os efeitos da crise na economia. Isso porque, na visão da ABCD, por já terem nascidas no meio digital, as fintechs são o canal essencial para que os recursos cheguem à ponta, auxiliando na capilaridade do crédito.

“A ABCD nasceu em 2016 com o objetivo de coordenar os esforços das fintechs de crédito em relação aos desafios do setor. Desde o início, entendemos que o mercado de crédito brasileiro demandava mais competição, inovação e acessibilidade, com melhores produtos e serviços. Por isso, nosso empenho em atuar fortemente no processo de regulamentação e implementação do Open Banking. Seguimos representando as fintechs de crédito por meio do nosso engajamento com os reguladores em prol de um sistema financeiro mais inteligente e inclusivo”, afirma Rafael Pereira, presidente da ABCD.

Relacionados

PAdtec
Padtec recebe prêmio de inovação por tecnologia desenvolvida no Brasil

Padtec recebe prêmio de inovação por tecnologia desenvolvida no Brasil Empresa conquista o...

cpqd
Proposta do CPQD e aceleradora E-volve é selecionada pelo MCTIC

Compartilhe Proposta do CPQD e aceleradora E-volve é selecionada em programa do MCTIC...

×

Olá!

Clique em nosso atendimento abaixo para bater um papo no WhatsApp ou envie um e-mail para [email protected]

× Como posso te ajudar?