ataques cibernéticos

Brasil lidera ataques cibernéticos na América Latina, aponta Appgate

Share:

Com usuários cada vez mais expostos, Brasil é líder em ciberataques na América Latina

Só no ano passado, estima-se que mais de 3 milhões de credenciais foram roubadas no país

 

São Paulo, 27 de março de 2023 – O Brasil tem uma das maiores superfícies de ataques cibernéticos do mundo. Estima-se que em 2022 o país respondeu sozinho por mais da metade (55%) dos roubos de credenciais na América Latina, região que, no período, registrou mais de 6 milhões de ocorrências desse tipo.

Os números são da Appgate, empresa especializada em segurança cibernética. Entre os fatores que explicam a alta vulnerabilidade do Brasil estão a dimensão do território, o número de habitantes, o nível de investimento das empresas em segurança e, principalmente, o nível de conhecimento da população.

De acordo com Marcos Tabajara, country manager da Appgate, o fator humano ainda é o maior trunfo dos cibercriminosos. “Ataques que usam engenharia social para induzir a vítima a disponibilizar seus dados, caso do phishing, continuam sendo o mecanismo mais eficaz, massivo e lucrativo de se obter credenciais para fins escusos”, comenta.

As categorias de phishing que mais têm avançado na América Latina são o smishing (por meio de SMS), QRishing (que utiliza QR code) e vishing (via mensagem de voz ou ligação telefônica).

O executivo da Appgate alerta que os ataques móveis, concentrados em celulares e aplicativos, representam grande risco para o Brasil. “Estamos entre os países que mais tempo permanecem online, o que aumenta consideravelmente a exposição, tornando-nos alvos preferenciais de técnicas criminosas que infectam os dispositivos e capturam dados importantes e sensíveis.”

Informações às quais criminosos têm acesso por meio de invasões são facilmente encontradas à venda, ou até disponibilizadas gratuitamente, em sites da dark web, fóruns especializados em crime cibernético e plataformas de mensagens.

VEJA TAMBÉM:  Appgate é nomeada líder em RBA pela Quadrant Knowledge Solutions

Entre as medidas que Tabajara recomenda para que os usuários tenham uma navegação mais segura estão o uso de dupla autenticação para acessar serviços como internet banking, plataformas de e-commerce e contas de e-mail, uma vez que senhas convencionais podem ser facilmente descobertas. “Além da senha, pode ser solicitado um código de confirmação enviado por SMS, mensagem de voz ou QR code. Dá um pouco mais de trabalho, mas evita problemas no futuro”, explica. O executivo  também aconselha a desconfiar de e-mails e mensagens com links suspeitos e a nunca fornecer dados pessoais solicitados por pessoas ou serviços desconhecidos.

 

Sobre a Appgate

A Appgate é uma empresa de acesso seguro. Capacitamos a maneira como as pessoas trabalham e se conectam, fornecendo soluções criadas especificamente com base nos princípios de segurança Zero Trust. Essa abordagem de segurança definida por pessoas permite conexões rápidas, simples e seguras de qualquer dispositivo e local para cargas de trabalho em qualquer infraestrutura de TI na nuvem, no local e em ambientes híbridos. A Appgate ajuda organizações e agências governamentais em todo o mundo a começar onde estão, acelerando sua jornada Zero Trust e planejando seu futuro. Saiba mais em appgate.com.

Relacionados

BATATAIS RECEBE CINEMA ITINERANTE

BATATAIS RECEBE CINEMA ITINERANTE, UMA PROPOSTA DE DIVERSÃO GRATUITA PARA TODAS AS IDADES...

Furukawa
Furukawa credencia ICETEL como novo centro de treinamento autorizado no CE

Compartilhe Siga no Google Notícias   Furukawa credencia ICETEL como novo centro de...