serviços financeiros

86% dos executivos de serviços financeiros não têm confiança na capacidade de mudar suas decisões de risco

Share:

Em meio à inadimplência em alta, 86% dos executivos brasileiros de serviços financeiros não têm total confiança na capacidade de mudar rapidamente suas decisões de risco

Conclusão faz parte da Pesquisa sobre Decisão de Risco LATAM 2024 da Provenir; estudo aponta que apenas 9% das instituições financeiras acreditam em suas medidas antifraude

São Paulo, 22 de fevereiro de 2024: Em um cenário marcado pelas altas taxas de inadimplência combinadas às complexidades do ambiente econômico, apenas 14% dos executivos brasileiros do setor de serviços financeiros têm total confiança na capacidade de suas empresas alterarem rapidamente as decisões de risco de crédito. A conclusão faz parte da Pesquisa sobre Decisão de Risco LATAM 2024, conduzida pela Provenir, especializada em tecnologia para tomada de decisão no setor financeiro.

“O resultado obtido entre as empresas brasileiras reflete o cenário atual do país, onde mais de 71 milhões de pessoas estão inadimplentes e cerca de 77% das famílias se dizem endividadas”, analisa Patrícia Matheus, Head de Vendas no Brasil da Provenir.

“Ainda que esses índices venham registrando queda, eles indicam que as instituições financeiras tendem a buscar soluções capazes de gerenciar de forma inteligente seus processos de análise de risco de crédito para que possam seguir concedendo crédito com segurança para consumidores e empresas. Trata-se de uma medida urgente e estratégica”, completa a executiva.

O estudo detectou ainda que a gestão de riscos ao longo da jornada do cliente é o principal desafio que as empresas provedoras de serviços financeiros e as fintechs brasileiras devem enfrentar neste ano – 57% dos ouvidos no país apontaram a iniciativa como maior obstáculo em seus processos de decisão de risco. O índice do Brasil supera o global e o da América Latina, ambos em 49%.

VEJA TAMBÉM:  Infratech Atisbank é nova associada da ABCD 

Em linha com o que ocorre nos demais países, o estudo da Provenir revelou também que a identificação de fraudes se destaca como o segundo desafio mais importante entre as empresas brasileiras do setor, citado por 48% dos respondentes, enquanto que reconhecer oportunidades de aperfeiçoamento de eficiência e desempenho aparece em terceiro lugar, com 43%.

A preocupação com a identificação de fraudes, no entanto, parece não se desdobrar em ações para fazer frente à prática. O levantamento revela que apenas 9% das instituições financeiras do país consideram suas medidas antifraude completamente eficazes – conclusão preocupante diante do volume de golpes financeiros no país. Segundo estudo da TransUnion, quase 30% dos brasileiros ouvidos foram alvo de tentativas de fraudes entre junho e outubro de 2023, sendo que a maior parte delas ocorreram via smishing, o phishing via mensagens de texto.

“A evolução dos serviços ofertados pelos provedores de serviços financeiros e as crescentes demandas do mercado criaram um cenário único de disrupção, caracterizado por um enorme volume de dados em circulação, o que automaticamente aumenta as possibilidades de fraude. Nesse contexto, muitas empresas têm apostado em plataforma de decisão baseada em Inteligência Artificial para fazer a verificação de identidades com rapidez e precisão para detectar em tempo real qualquer ocorrência”, pontua Patrícia.

A Provenir entrevistou mais de 150 tomadores de decisão em provedores de serviços financeiros e fintechs na América Latina e no Brasil em dezembro de 2023 para compreender seus desafios de tomada de decisões de risco, prioridades de gestão de clientes e confiança na precisão e flexibilidade de seus modelos de risco.

A edição LATAM da pesquisa está disponível em https://www.provenir.com/pt-br/resources/collateral/pesquisa-sobre-decisao-de-risco-latam-2024/.

VEJA TAMBÉM:  Provenir: Bancos ampliam investimento para acompanhar inovação das fintechs

Sobre a Provenir

A Provenir, líder global em software para tomada de decisão de risco, ajuda fintechs e provedores de serviços financeiros a tomarem decisões mais inteligentes rapidamente por meio de uma plataforma baseada em inteligência artificial. Em uma solução unificada, reúne três componentes essenciais necessários – dados, IA e tomada de decisão.

A empresa trabalha com organizações de serviços financeiros disruptivos em mais de 50 países e processa mais de três bilhões de transações anualmente. Em 2022, foi vencedora do prêmio “Soluções de Dados para Finanças”, promovido pelo Data Breakthrough Awards Program.

Relacionados

Furukawa oferece treinamento gratuito para jovens estudantes

Compartilhe Siga no Google Notícias Furukawa oferece treinamento gratuito para jovens estudantes em...

Johnson Controls fornece produtos e serviços essenciais durante a pandemia do coronavírus

Compartilhe Johnson Controls fornece produtos e serviços essenciais durante a pandemia do coronavírus...