energia solar

Greener aponta 4,2 GW de usinas de GD Remota em operação e/ou construção

Share:

Mapeamento da Greener aponta 4,2 GW de usinas de GD Remota em operação e/ou construção

De acordo com estudo da consultoria, novas usinas devem superar 3 GW em 2024 e parte de 2025, com demanda de investimento superior a R$ 10 bilhões

 

São Paulo, 07 de dezembro de 2023 – A construção e operação de grandes usinas de Geração Distribuída (GD) Remota em 2023 apontam para uma aceleração na expansão da modalidade no Brasil. Mapeamento da Greener mostra 4,2 GW acumulados desde o início da modalidade até setembro deste ano em usinas operacionais e em construção, um salto significativo em relação aos 2,3 GW registrados em 2022. Este é um dos indicadores apresentados no mais novo Estudo Estratégico de GD Remota, produzido pela Greener, empresa de inteligência de mercado especializada no setor fotovoltaico.

De acordo com o levantamento, o mercado para novas implementações de GD Remota em grandes usinas deve ultrapassar a marca de 3 GW para 2024 e parte de 2025, devendo movimentar mais de R$ 10 bilhões em investimentos nos próximos dois anos. 

Setores-chave da economia lideram a demanda por autoconsumo remoto. O varejo continua sendo o principal segmento de contratação, representando 43%, com destaque para farmácias e supermercados. Já o setor de serviços, que inclui bancos, comercializadoras e gestoras de GD, somam 35%, sendo importantes canais para atendimento de consumidores.

Sobre o perfil dos clientes, pessoas físicas representam 16% do total, uma importante evolução em relação ao estudo anterior, em que correspondiam a 7% do montante. Esse fator aponta tendência de ampliação da participação desse perfil na geração compartilhada.

Ainda de acordo com o estudo da Greener, a GD II pode se manter viável a depender das novas regras que serão definidas após 2029/2031. Redução de preços de equipamentos, queda na taxa de juros e tributação são fatores que podem contribuir para maior atratividade do modelo de negócio.

VEJA TAMBÉM:  CASTANHAL RECEBE CINEMA ITINERANTE GRATUITO

Embora o mercado esteja indicando crescimento, a viabilização e implementação de novos projetos enfrentam desafios significativos, destacando-se a conexão à rede e o funding como principais barreiras. A aceleração no volume de empreendimentos se esbarra em construtores experientes já atuando com capacidade máxima de obras sendo executadas em paralelo, fazendo com que a contratação de EPCistas também seja citada como um grande obstáculo.

“A despeito dos desafios que se apresentam, e que merecem ser estudados com bastante atenção, a GD Remota vive um momento de aceleração, e os números do estudo revelam um movimento positivo do mercado em resposta à demanda por fontes de energia sustentáveis, reflexo de uma maior conscientização dos consumidores sobre os benefícios econômicos e ambientais da energia solar fotovoltaica”, avalia Marcio Takata, CEO da Greener.

O Estudo GD Remota 2023 pode ser baixado gratuitamente no site da Greener:

https://www.greener.com.br/estudo/estudo-gdr2023/

Sobre a Greener

Fundada em 2007, a Greener é uma empresa de assessoria e inteligência de dados especializada em transição energética, apoiando empreendedores e investidores na busca das melhores estratégias para potencializar oportunidades e resultados, contribuindo assim para o processo de transição energética. A Greener assessora as empresas no desenvolvimento de empreendimentos fotovoltaicos oferecendo consultoria estratégica, pesquisas de mercado, auditoria de projetos e empresas, otimização de investimentos, certificação de projetos e empresas, assessoria técnica, financeira e regulatória, além de realizar palestras e eventos para o setor.

Relacionados

Loonar amplia equipe e reforça time técnico

Compartilhe Siga no Google Notícias   Em meio ao aumento da demanda por...

Ava Telecom ilumina sistema óptico bidirecional com transponders da Padtec

Ava Telecom ilumina sistema óptico bidirecional com nova geração de transponders de 200...