Zero Trust

Appgate – Ataques cibernéticos crescem 60% na América Latina

Share:

Appgate – Ataques cibernéticos crescem 60% na América Latina; região foi a mais afetada do mundo 

De acordo com relatório anual da Appgate, phishing, divulgação de informações, uso não autorizado de marcas e ataques móveis foram as ameaças que mais cresceram na região em 2023

São Paulo, 20 de março de 2024 – Em 2023, a Appgate – fornecedora global de soluções de segurança cibernética baseadas nos princípios Zero Trust -, gerenciou 77% mais incidentes globalmente, sendo a América Latina a região mais impactada, com um aumento de 60% nos ataques em comparação com 2022. Os dados são do relatório anual Fraud Beat Report, que coleta dados da indústria e detalha os aspectos críticos de segurança cibernética que impactam empresas e consumidores em todo o mundo.

O documento destaca um aumento significativo nas técnicas de ataque, apresentando um cenário desafiador em toda a América Latina. Segundo o levantamento, algumas das táticas mais utilizadas pelos cibercriminosos ao longo do ano passado foram phishing, branding não autorizado, divulgação de informações e malware. Na visão da companhia, as informações coletadas por seu Centro de Operações de Segurança (SOC) mostram que, com a expansão das forças de trabalho remotas e híbridas, as superfícies de ataque se expandiram consideravelmente, oferecendo aos atacantes uma oportunidade única de atingir organizações e indivíduos.

“A adoção generalizada do trabalho remoto e híbrido expandiu significativamente as áreas de risco, gerando uma superfície de ataque maior para atingir empresas e usuários. Com base nas tendências observadas em nosso relatório Fraud Beat, podemos esperar uma  maior sofisticação e precisão dos ataques cibernéticos, uma vez que os cibercriminosos aproveitarão o potencial da aprendizagem automática e da inteligência artificial (IA) para aprimorar as suas capacidades, táticas, técnicas e procedimentos (TTP)”, afirma Marcos Tabajara, country manager da Appgate no Brasil.

Algumas das descobertas mais relevantes do Fraud Beat são:

  1. Aumento do phishing: os ataques de phishing tiveram um aumento significativo de 81% entre 2022 e 2023, mostrando que os cibercriminosos continuam a explorar vulnerabilidades com maior sofisticação. Segundo o Anti-Phishing Working Group (APWG), mais de 1,6 milhão de ataques do tipo foram registrados no primeiro trimestre de 2023, atingindo um recorde e a marca de pior trimestre na história do APWG.
  2. Setores mais afetados: ataques como o de phishing, seja por meio de mensagens de texto, e-mails ou ligações telefônicas, afetaram organizações de todos os setores, sendo o setor financeiro o mais atacado, com 23,5% dos casos;  seguido pelo setor de Software como Serviço (SaaS), com 18,8%; e redes sociais, com 18,2%.
  3. Divulgação de informações: de acordo com dados do Fraud Beat da Appgate, houve um aumento de 322% nos ataques de divulgação de informações. Os dados expostos podem ser explorados para fins maliciosos, como roubo de identidade ou fraude financeira. Em 2023, o custo médio de uma violação de dados atingiu o máximo histórico de US$ 4,45 milhões. Na América Latina, o custo médio aumentou 32% em relação a 2022, atingindo US$ 3,86 milhões, de acordo com o Relatório de Custo de uma Violação de Dados 2023, da IBM.
  4. Uso não autorizado de marcas: o aumento de 51% nos incidentes relacionados ao uso não autorizado de marcas mostra uma ameaça crescente de cibercriminosos que exploram essas identidades para fins maliciosos. O uso não autorizado da marca pode levar a danos à reputação, perda de confiança do consumidor e repercussões financeiras.
  5. Ataques móveis: além dos navegadores de desktop, os cibercriminosos estão explorando vulnerabilidades de segurança em aplicativos e dispositivos móveis, bem como a crescente presença online de usuários finais em plataformas móveis. Eles usam técnicas como phishing por SMS e QRishing para comprometer dispositivos móveis e exfiltrar dados confidenciais. De acordo com a pesquisa Faces of Fraud 2023, a fraude móvel aumentou 35%, com aumento de ataques por SMS (30%) e criação de contas fraudulentas por meio deste canal (28%).
  6. Malware como serviço (MaaS): é uma tendência crescente usada por cibercriminosos para facilitar ataques sofisticados. De acordo com o relatório da IBM, as instituições financeiras perdem cerca de US$ 5,9 milhões por violação de dados, sendo o e-mail (54%) e o comprometimento de computadores e servidores (35%) os principais disseminadores de malware; enquanto que as formas mais comuns de um malware acessar o dispositivo de um usuário são por meio de visita a sites infectados (55%) e abertura de anexos e links em e-mails (29%).
  7. Fator humano: O relatório Verizon 2023 Data Breach Investigations revela que 74% das violações de segurança envolvem fatores humanos, enquanto 83% delas envolvem a participação de atores internos, sendo a motivação econômica a principal em 95% dos casos.
VEJA TAMBÉM:  Appgate anuncia aliança com SYNNEX Westcon

“É essencial que as empresas implementem medidas robustas de cibersegurança e soluções avançadas para detectar e mitigar todas estas ameaças, protegendo dados confidenciais corporativos de usuários e de clientes”, alerta Tabajara. “O avanço dos cibercriminosos continuará em 2024; a tendência indica que as modalidades serão semelhantes e o número de ataques aumentará, o que exige uma postura proativa na implementação de medidas abrangentes de cibersegurança que utilizem tecnologias como a IA, Zero Trust Network Access (ZTNA) e Digital Threat Protection (DTP), que oferecem proteção avançada”, conclui.

Para visualizar ou baixar o relatório Fraud Beat 2023 completo, acesse o link: https://www.appgate.com/resources/homepage/fraud-beat-annual-report

 

Sobre Appgate:

A Appgate é líder de mercado em Zero Trust Network Access (ZTNA) e prevenção de fraudes online. Os produtos Appgate incluem Appgate SDP para ZTNA universal, Appgate Fraud Protection para proteger marcas digitais online e prevenir fraudes, e Appgate Threat Advisory Services para caça a ameaças ofensivas. A Appgate protege milhares de organizações e órgãos públicos em todo o mundo, incluindo 10% das empresas listadas na Fortune 1000. Saiba mais em appgate.com.

 

Relacionados

Sensormatic, Quod
Quod fecha parceria com FCDL do Rio Grande do Sul

Quod fecha parceria com FCDL do Rio Grande do Sul e rompe modelo...

ANBC
ANBC – Em apenas dois anos, CP reduz taxas cobradas no crédito pessoal

ANBC – Em apenas dois anos, Cadastro Positivo reduz, em média, 10,4% nas...