adt

Dia do Idoso – ADT dá dicas para a segurança de idosos dentro de casa

Share:

Dia do Idoso – ADT dá dicas para a segurança de idosos dentro de casa

Segundo a empresa, alarme monitorado pode reduzir ocorrências em até 94%

São Paulo, 01 de Outubro de 2019Instituído pela Organização das Nações Unidas (ONU), o Dia Internacional do Idoso – pessoa que possui idade igual ou superior a 60 anos – é comemorado no dia 1º de outubro. A terceira idade é marcada por mudanças no corpo e no cérebro. Além disso, os reflexos e a força dos ossos já não são como antes e, portanto, perder o equilíbrio ao andar ou levantar da cama, por exemplo, torna-se um problema constante.

De acordo com a Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia, ao menos uma vez por ano um, em cada quatro idosos sofre quedas dentro de casa. Em 34% desses casos, há algum tipo de fratura. Segundo o Ministério da Saúde, as quedas são responsáveis por 56,6% das mortes acidentais de pessoas acima de 75 anos.

Alguns detalhes e precauções, portanto, podem fazer a diferença. A ADT, empresa de monitoramento de alarme, listou algumas medidas que devem ser tomadas no ambiente doméstico para auxiliar na segurança do idoso dentro de casa. Confira.

  1. Tapetes antiderrapantes: com a idade mais avançada, o idoso sente dificuldades durante a caminhada, facilitando tropeços e escorregões. A presença de tapetes soltos torna-se uma armadilha. Opte por tapetes e carpetes antiderrapantes por toda a casa, principalmente em áreas que ficam molhadas com frequência, como banheiro, lavanderia e cozinha;

  2. Barras de apoio: para ajudar na locomoção do idoso, coloque barras de apoio em pontos estratégicos, como corredores, banheiros e quartos. As barras ajudam a manter o equilíbrio e evitam acidentes ao longo das atividades diárias;

  3. Acessibilidade: adapte os móveis para que o idoso consiga ter fácil acesso a eles, sem perigo de cair e se machucar. Atente-se, também, para a altura dos móveis, como o vaso sanitário, mesas, cadeiras, interruptores, armários, entre outros. Coloque um abajur próximo de sua cama para que ele não precise levantar para acender a lâmpada do quarto;

  4. Box: o box de vidro no banheiro pode representar uma ameaça em uma queda durante o banho. Dê preferência a um box de plástico ou de outro material que evite cortes em caso de acidente;

  5. Escadas: se a casa tiver escadas, instale corrimãos dos dois lados da parede e coloque uma fita adesiva colorida e antiderrapante nos degraus. Outra medida relevante é centralizar a rotina doméstica do idoso em um único andar (refeições, banheiro, lazer) e, em alguns casos, a mudança do dormitório do idoso para o térreo pode evitar acidentes;

  6. Móveis: evite móveis em locais de passagem como mesas de centro, cômodas e estantes, já que uma pessoa pode esbarrar ou tropeçar nos mesmos. Quanto mais vazio o ambiente, menor a chance de queda;

  7. Colchão e cama: a altura da cama deve estar de acordo com a altura do idoso. Se não for viável comprar uma nova, é necessário fazer adaptações, como diminuir ou aumentar os pés da cama. Já os colchões precisam ter densidade adequada ao peso e ao tamanho do idoso para que, dessa forma, não afetem na postura e não dificultem na mobilidade;

  8. Assentos: cadeiras e poltronas com braços oferecem maior apoio. Os assentos devem ter altura entre 45 a 50 cm e não devem ser muito baixos ou macios;

  9. Itens próximos: uma mesa de cabeceira para apoiar objetos como óculos, água, livros e chaves pode ser útil. Também é válido deixar um telefone próximo do idoso, com números de emergência de fácil acesso;

  10. Segurança eletrônica: é possível, também, contar com a ajuda da tecnologia avançada para garantir a segurança do idoso no lar. É recomendável instalar um sistema de monitoramento de alarme 24h por dia. A central de monitoramento recebe sinais e está sempre à disposição nas situações de emergência, basta apertar botões de acordo com a ocorrência: perigo, emergência médica ou incêndio. Além disso, é possível checar o que está acontecendo em casa, sem depender de outras pessoas, utilizando as câmeras com acesso pelo smartphone ou computador.

VEJA TAMBÉM:  Especialistas em segurança cibernética do SiDi participam do Mind The Sec

“Muitos familiares são responsáveis por lembrar os idosos de seus remédios, ou até mesmo indicar qual a medicação correta. Com o uso do alarme e das câmeras internas, é possível acompanhar isso de perto e ainda usar o botão de pânico em caso de emergência”, destaca Robert Wagner dos Santos, especialista em segurança da ADT. “Por meio do monitoramento, é possível criar uma rotina mais segura para o idoso – e também para seus familiares e acompanhantes”, finaliza.

Sobre a ADT

A empresa ADT pertence à Johnson Controls, líder global em múltiplas indústrias e diversificadas tecnologias que serve a uma vasta gama de clientes em mais de 150 países. Nossos 117 mil colaboradores criam edifícios inteligentes, soluções eficientes de energia, infraestrutura integrada e sistemas de transportes de última geração que trabalham perfeitamente ajustados para viabilizar a proposta de comunidades e cidades inteligentes. Nosso compromisso com a sustentabilidade remonta às nossas origens, em 1885, com a invenção do primeiro termostato elétrico para ambientes. Estamos comprometidos com os bons resultados dos nossos clientes e criando valor para todos os nossos stakeholders, por meio do nosso foco estratégico em edifícios e plataformas de otimização de energia. Para informações adicionais, por favor, visite http://www.adt.com.br

Relacionados

Cyxtera
Cyxtera – Conceito Zero Trust evolui no mercado de segurança digital

Cyxtera – Conceito Zero Trust evolui no mercado de segurança digital Crimes cibernéticos...

Kryptus
Kryptus obtém certificação ISO 27001 para suas operações

Compartilhe Segundo a ISO Survey de 2018, apenas 110 empresas brasileiras chegaram a...