assinatura digital

Kryptus: Veja dicas para fazer compras online seguras

Share:

Compartilhe

Siga no Google Notícias

 

Kryptus – Consumidor brasileiro é cada vez mais digital, e crimes ligados ao e-commerce aumentam: veja dicas para fazer compras online seguras

Criminosos também se aproveitam da tecnologia para agirem offline, alerta Kryptus

 

São Paulo, 15 de março de 2022 – Impulsionado pela pandemia, o e-commerce teve um salto nos últimos dois anos, mudando também a cultura de muitos consumidores brasileiros que, por conta do confinamento, passaram a fazer compras online e acabaram por incorporar esse hábito ao seu “novo normal”. Além da comodidade oferecida pelo comércio eletrônico de comprar e receber qualquer produto em casa e sem risco de aglomerações, a atual crise sanitária fez com que muitos consumidores reavaliassem suas prioridades, dedicando mais tempo a atividades prazerosas ao invés de enfrentarem congestionamentos e filas de caixas.

Em contrapartida, com o consumidor cada vez mais digital, aumentam os crimes ligados ao e-commerce. Ameaças virtuais, como phishing (roubo de dados pessoais e bancários) e malwares (programas maliciosos instalados em dispositivos), ou mesmo golpes aplicados no ambiente offline, passam despercebidos de compradores desatentos ou mal informados, que acabam se tornando os principais alvos dos bandidos.

Especialistas da Kryptus, multinacional brasileira especializada em segurança cibernética, explicam que o comportamento seguro passa pela educação digital, ainda incipiente no Brasil, e lembram que, por conta da pandemia, um grande número de pessoas aderiu ao e-commerce e a todas as facilidades oferecidas por essa modalidade – vantagens que, muitas vezes, escondem a ação de criminosos, que se utilizam de artifícios cada vez mais sofisticados para atrair suas vítimas.

Porém, adotando alguns procedimentos básicos, é possível fazer compras online de forma bastante segura, conforme as dicas a seguir.

  • Ambiente de compras seguro: busque no site da loja por selos como “Internet Segura” e “Site Seguro”, que certificam que a empresa adota medidas de segurança para receber informações dos clientes. Ao concluir uma compra, observe se o navegador de internet exibe o ícone de um cadeado na parte inferior ou na barra de endereço. Esse símbolo representa o uso do SSL (Secure Socket Layer), importante recurso de segurança;
  • Reputação da loja: é importante pesquisar sobre a idoneidade da empresa antes de efetuar uma compra. Sites como Reclame Aqui, Ebit e Procon podem ajudar a reconhecer a lisura do lojista. Também é possível fazer esse tipo de averiguação na própria loja virtual, verificando se ela informa CNPJ, telefone e endereço físico – se esses dados não constarem no site, é recomendável não seguir com a compra;
  • Pesquisa de preços: preços podem variar bastante de um site para outro, mas ofertas muito generosas, mesmo quando anunciadas como promoção, podem ser indícios de fraude. Existem serviços populares de comparação de preços que ajudam o consumidor na hora de pesquisar valores. Além de comparar, esses sites mantêm registros históricos dos preços, que podem ser utilizados para avaliar a veracidade de uma oferta, e ainda servem para encaminhar o usuário aos endereços corretos das lojas;
  • Mensagens com links de ofertas: evite clicar em links de ofertas por SMS ou aplicativos de mensagens, esta é uma das formas mais utilizadas por criminosos para instalar malwares em dispositivos móveis ou direcionar o usuário para sites que podem solicitar e roubar dados pessoais e bancários. Em caso de e-mails, antes de clicar em um link, verifique com atenção o endereço de destino que aparece na parte inferior do navegador ao posicionar a seta do mouse sobre o link – é muito comum criminosos registrarem domínios parecidos com os de sites legítimos (por exemplo, “amazzon.com.br” ao invés de “amazon.com.br”);
  • Redes e computadores públicos: nunca faça compras a partir de computadores públicos, pois o sistema operacional e o antivírus podem estar desatualizados, havendo chances de informações pessoais serem roubadas. Evite também utilizar redes Wi-Fi abertas ou públicas para fazer compras, pois dados confidenciais podem ser interceptados;
  • Segurança do computador ou dispositivo móvel: mantenha o sistema operacional e o serviço de antivírus de seus aparelhos sempre atualizados. Evite salvar dados de cartões e senhas de sites e aplicativos, principalmente apps bancários, e adicione uma segunda camada de autenticação para acessá-los. Telefone celular deve ser de de uso pessoal, evite emprestá-lo;
  • Pagamento de boletos: ao digitar ou escanear um código de barras ou QR code para efetuar um pagamento, certifique-se de que o valor apresentado na tela é o mesmo que está sendo cobrado no boleto. Confira também se o código bancário impresso no documento (três primeiros números do código de barras) corresponde à instituição que vai receber o pagamento – a consulta pode ser feita no site bancosbrasil.com.br/codigo-do-banco/ ou no site do Banco Central;
  • Recebimento de produtos: cuidado ao receber uma entrega, principalmente em nome de terceiros – verifique primeiro se a pessoa realmente encomendou algo. Recuse tirar foto com a mercadoria – falsos entregadores pedem o nome e um número de documento da vítima e solicitam que ela tire uma selfie a fim de assegurar o recebimento do produto, para, depois, usarem a foto e os dados da pessoa para pegarem empréstimos em bancos, etc.
VEJA TAMBÉM:  MAUÁ RECEBE CINEMA ITINERANTE

 

Sobre a Kryptus

A Kryptus é uma multinacional brasileira provedora de soluções de criptografia e segurança cibernética altamente customizáveis, confiáveis e seguras para aplicações críticas, com foco na entrega de serviços de alto nível para resolução das missões de seus clientes. Fundada em Campinas (SP), em 2003, atua hoje nos setores público e privado dos mercados do Brasil, LATAM, Europa, Oriente Médio e África, sendo reconhecida pelo Ministério da Defesa do Brasil com o selo EED – Empresa Estratégica de Defesa, além de contar com selo Gartner Cool Vendor.

Relacionados

Appgate
Appgate tem novo diretor para o Brasil

Appgate tem novo diretor para o Brasil Marcos Tabajara assume o cargo com...

ABCD, Fintechs
Fintechs de crédito lançam produtos novas necessidades dos clientes

Fintechs de crédito lançam produtos e serviços para atender à efervescência do mercado...