Comitê Nacional de Cibersegurança

Redes futuras de comunicações são foco de novo projeto do CPQD 

Share:

Compartilhe

Siga no Google Notícias

 

Redes futuras de comunicações são foco de novo projeto do CPQD 

Campinas, 16 de dezembro de 2022 – As tecnologias para futuras redes de comunicações são o foco do novo projeto que o CPQD está começando a desenvolver, por meio de convênio com a Finep e recursos do Fundo para o Desenvolvimento Tecnológico das Telecomunicações (FUNTTEL), do Ministério das Comunicações. Com duração de 36 meses, o projeto Ações Estratégicas para Redes Futuras tem como objetivo a realização de pesquisas tecnológicas e estudos exploratórios – com experimentação – envolvendo aplicações avançadas que combinam realidade imersiva, Inteligência Artificial (IA), mobilidade, computação de borda, redes autônomas, entre outras inovações. 

“As redes de comunicação estão ficando cada vez mais complexas e a tendência é sua convergência com tecnologias avançadas, para atender às novas aplicações que estão surgindo e que exigem mais inteligência, capacidade, agilidade e qualidade da rede”, afirma Gustavo Correa Lima, gerente de Soluções de Conectividade do CPQD e coordenador técnico do novo projeto. “A intenção é acompanhar proativamente as mudanças disruptivas que estão acontecendo no panorama tecnológico global nessa área e explorar inovações que permitam aumentar a performance das redes e atender aos requisitos dos novos serviços”, acrescenta. 

Nesse sentido, o projeto tem como proposta avançar o estado da arte em tecnologias relacionadas a serviços de rede caracterizados por alta precisão e confiabilidade, modelos descentralizados de redes, aplicações que combinam realidade imersiva, IA, mobilidade e computação de borda, bem como programabilidade, elasticidade, escalabilidade e automação das redes. Um dos pontos de partida é a análise do panorama das redes comunicação em 2030 realizada pelo Focus Group on Network 2030, da União Internacional de Telecomunicações (ITU), que especifica novos serviços e recursos de rede que deverão estar disponíveis para atender uma série de casos de uso previstos para esta década.

VEJA TAMBÉM:  Quod traz estatísticas exclusivas dos jogos do Brasil na Copa do Mundo FIFA

A pesquisa do CPQD irá abordar novos paradigmas de redes seguras, em comunicações ópticas e sem fio, novos paradigmas de descentralização, programabilidade, automação e gerência de redes e, ainda, novos paradigmas – com provas de conceito – de convergência entre redes de telecomunicações e aplicações avançadas. “Trata-se de um projeto futurista, que irá fornecer subsídios para a definição de políticas públicas no país para os setores de telecom e de TICs, além de abrir oportunidades de participação brasileira em fóruns de padronização internacional em áreas como comunicação sem fio, entre outras”, ressalta Correa Lima.

Ele lembra que o CPQD já atua na pesquisa, desenvolvimento e inovação em várias áreas abordadas no novo projeto – entre elas, 5G, 6G, Open RAN, redes ópticas, redes programáveis, IA, IoT, blockchain e segurança cibernética. “Essas experiências são uma forte base para o novo trabalho. Mas é na exploração de novas tendências tecnológicas e, principalmente, nas sinergias entre tecnologias diferentes que reside o grande potencial de inovação”, conclui.

 

Sobre o CPQD

Com foco na inovação em tecnologias da informação e comunicação, o CPQD mantém um portfólio abrangente de soluções que são utilizadas nos mais diversos segmentos de mercado, no Brasil e no exterior, e aceleram a geração de valor no processo de transformação digital contribuindo para a excelência operacional das organizações, a transformação da experiência dos usuários, a reinvenção de modelos de negócios, a segurança e conformidade e a criação de novos produtos. Referência tecnológica no país, o CPQD integra o ecossistema de inovação aberta que vem alavancando o empreendedorismo, por meio de sua notória competência em Internet das Coisas, Inteligência Artificial, Conectividade, Blockchain e Mobilidade Elétrica. O CPQD é uma organização privada, com 46 anos, que entrega serviços e desenvolve tecnologias de produtos e de sistemas de missão crítica aderentes às necessidades complexas do mercado. Esses são resultados do seu programa de P,D&I, que é a base para inovação em seus temas estratégicos no futuro das cidades inteligentes, do agronegócio inteligente e da manufatura avançada. O CPQD atua em toda a jornada de inovação – da ideia à implementação – e é apaixonado pela tecnologia que gera o desenvolvimento, o progresso e promove o bem-estar da sociedade.

VEJA TAMBÉM:  CPQD lança a carteira digital SOU iD

 

Relacionados

Furukawa
Instituto Mauá de Tecnologia adota solução óptica Furukawa

Compartilhe Siga no Google Notícias Instituto Mauá de Tecnologia adota solução óptica Furukawa...

energia solar
Energia solar no mercado livre atinge 11.2GWp até junho, aponta Greener

Energia solar no mercado livre atinge 11.2GWp, com demanda de investimento superior a...