Comitê Nacional de Cibersegurança

Representantes do CPQD são selecionados para o Comitê Nacional de Cibersegurança

Share:

Comitê Nacional de Cibersegurança

Sérgio Ribeiro ocupa uma das três vagas do CNCiber destinadas a instituições científicas, tecnológicas e de inovação com atuação em segurança cibernética

 

Campinas, 28 de fevereiro de 2024 – O CPQD é uma das três instituições científicas, tecnológicas e de inovação com representação no novo Comitê Nacional de Cibersegurança (CNCiber), criado no início deste ano a partir do decreto n.º 11.856, de dezembro de 2023, que instituiu a Política Nacional de Cibersegurança. Presidido pelo Gabinete de Segurança Institucional (GSI) da Presidência da República, o CNCiber é constituído de representantes dos ministérios e outros órgãos ligados ao governo, de entidades da sociedade civil, de instituições científicas e de entidades do setor empresarial – que tomarão posse no dia 20 de março para um mandato de 3 anos.

Sérgio Ribeiro, que atua na área de segurança cibernética do CPQD desde 2004, é o representante da organização no novo comitê, tendo como suplente a pesquisadora e consultora Ingrid Barbosa, também dessa área. Seus nomes foram indicados pelo CPQD em edital do GSI destinado a preencher as três vagas de titulares, e respectivos suplentes, reservadas no CNCiber para representantes de instituições científicas, tecnológicas e de inovação relacionadas à segurança cibernética.

Entre os critérios para a indicação e escolha dos representantes, destacam-se a publicação de artigos científicos e livros sobre o tema cibersegurança e ciberdefesa, a participação como palestrante em seminários, workshops e eventos nessa área, os anos de experiência profissional e a contribuição para o desenvolvimento de soluções tecnológicas ou processos inovadores em segurança cibernética.

O CNCiber é um espaço de diálogo multissetorial crucial para o desenvolvimento de políticas públicas e estratégias eficazes para a proteção do ciberespaço brasileiro”, afirma Sérgio Ribeiro, que atualmente ocupa o cargo de gerente de Segurança Cibernética e Infraestrutura do CPQD. “Suas competências incluem a proposta de atualizações para a Política Nacional de Cibersegurança, bem como para a Estratégia e o Plano Nacional de Cibersegurança. Estou convicto de que, juntos, construiremos uma segurança cibernética mais acessível, democrática e sustentável para o nosso país”, conclui.

Sobre CPQD

VEJA TAMBÉM:  Solução de identidade digital do CPQD pode ser integrada à rede Ethereum

Com foco na inovação em tecnologias da informação e comunicação, o CPQD mantém um portfólio abrangente de soluções que são utilizadas nos mais diversos segmentos de mercado, no Brasil e no exterior, e aceleram a geração de valor no processo de transformação digital contribuindo para a excelência operacional das organizações, a transformação da experiência dos usuários, a reinvenção de modelos de negócios, a segurança e conformidade e a criação de novos produtos. Referência tecnológica no país, o CPQD integra o ecossistema de inovação aberta que vem alavancando o empreendedorismo, por meio de sua notória competência em Internet das Coisas, Inteligência Artificial, Conectividade, Blockchain e Mobilidade Elétrica. O CPQD é uma organização privada, com 46 anos, que entrega serviços e desenvolve tecnologias de produtos e de sistemas de missão crítica aderentes às necessidades complexas do mercado. Esses são resultados do seu programa de P,D&I, que é a base para inovação em seus temas estratégicos no futuro das cidades inteligentes, do agronegócio inteligente e da manufatura avançada. O CPQD atua em toda a jornada de inovação – da ideia à implementação – e é apaixonado pela tecnologia que gera o desenvolvimento, o progresso e promove o bem-estar da sociedade.

Relacionados

ANBC
TransUnion é o mais novo membro da ANBC

TransUnion é o mais novo membro da Associação Nacional dos Bureaus de Crédito ...

Fintechs usam inteligência artificial para aumentar a oferta de crédito

Fintechs usam inteligência artificial para aumentar a oferta de crédito Tecnologia elimina subjetividade...