sidi

SiDi-Encontro do grupo de trabalho de geração distribuída do CIGRÉ Brasil

Share:

SiDi recebe encontro do grupo de trabalho de geração distribuída do CIGRÉ Brasil

Evento, que acontece nos dias 22 e 23 de agosto, é o primeiro realizado pelo grupo em um instituto de tecnologia no país 

Campinas, 22 de agosto de 2019 – O SiDi está recebendo, em suas instalações em Campinas, o 8.º Encontro do Grupo de Trabalho de Geração Distribuída do CIGRÉ Brasil, que acontece nesta quinta e sexta-feira (dias 22 e 23). Será o primeiro encontro desse grupo de trabalho realizado em um instituto de tecnologia privado do país, onde estarão reunidos mais de 80 profissionais do setor elétrico, representando diversas concessionárias de energia, universidades e centros de pesquisas e, também, empresas que atuam nessa área.

Durante o evento, esses profissionais terão a oportunidade de trocar informações sobre o cenário atual da geração distribuída, no Brasil e no mundo, e de debater as perspectivas de curto, médio e longo prazo. “Em um cenário em que a demanda por energia é crescente e as questões ambientais e financeiras representam entraves para grandes empreendimentos no setor de geração, aumenta a importância do papel a ser desempenhado pela geração distribuída”, afirma Paulo Silas Fernandes, consultor sênior de Desenvolvimento de Negócios do SiDi – que fará a palestra de abertura do encontro.

Ele explica que os principais objetivos do Grupo de Trabalho C6 – de Sistemas de Distribuição e Geração Distribuída (GTGD) –  do CIGRÉ Brasil são a avaliação, comparação e identificação das melhores práticas entre as concessionárias do setor elétrico, além da disseminação de informações sobre novas tecnologias nessa área. “Neste evento promovido pelo SiDi, as discussões estarão voltadas para as vantagens esperadas com a redução das perdas elétricas e para a necessidade de investimentos destinados a atender novas cargas, bem como seus impactos e experiências reais no Brasil”, destaca Fernandes. “A intenção é mostrar que, com o uso da geração distribuída, também será possível empregar vários tipos de tecnologias e matrizes de energia, que podem ser renováveis ou não, estimulando a diversificação do parque gerador do país, novas demandas e modelos de negócio nunca antes imaginados”, acrescenta.

O Conselho Internacional de Grandes Sistemas Elétricos (CIGRÉ) é uma organização internacional voltada para o setor elétrico, fundada na França, em 1921, que tem sede em Paris. A proposta é ser uma comunidade global colaborativa que compartilha conhecimento e experiência não apenas sobre os aspectos técnicos e econômicos das redes elétricas, mas também sobre questões ambientais e de regulamentação.  Essa comunidade é sustentada por uma rede global de 60 organizações do CIGRÉ, chamadas de Comitês Nacionais, que indicam representantes para os mais de 250 grupos de trabalho que participam do programa de conhecimento global da entidade.

Sobre o SiDi

Criado em 2004, o SiDi vem confirmando, ao longo dos anos, sua posição de protagonista na área de soluções móveis no Brasil. Localizado na cidade de Campinas (SP), reconhecida como importante polo tecnológico no país, o SiDi e seus mais de 250 colaboradores têm um compromisso definido: ajudar os clientes a colocar no mercado soluções globais que adicionem valor e recursos inovadores a seus produtos. Para saber mais, acesse http://www.sidi.org.br/

 

Relacionados

Cadastro Positivo
Novo Cadastro Positivo pode injetar até R$ 20 bilhões na economia do ES

Válido a partir de 9 de julho, novo Cadastro Positivo pode injetar até...

Biolab adota solução Laserway Furukawa em nova sede e já avalia projeto mais amplo

São Paulo, 08 de abril de 2019 – Na Biolab Farmacêutica, uma das...