CPQD

Projeto do CPQD com CPFL e BYD dá segunda vida a baterias de carros elétricos 

Share:

Projeto desenvolvido pelo CPQD com CPFL e BYD dá segunda vida a baterias de veículos elétricos 

Inovação é resultado de chamada pública lançada pela Aneel para desenvolvimento de soluções de mobilidade elétrica eficiente

Campinas, 13 de julho de 2023 – A bateria é o principal componente de um veículo 100% elétrico – mercado que vem crescendo em vários países do mundo em função, principalmente, dos esforços para reduzir as emissões de gases de efeito estufa na atmosfera. Porém, é normal que, após alguns anos de uso – e de muitos ciclos de recarga -, a bateria comece a perder capacidade e já não consiga atingir a carga máxima, o que tem reflexos na autonomia do veículo elétrico. O que fazer com essas baterias que não são mais adequadas ao uso em veículos, mas ainda têm boa parte de sua capacidade preservada?

Esse é o foco de um projeto inovador que vem sendo desenvolvido pelo CPQD em parceria com a CPFL Energia e a fabricante BYD, dentro de chamada pública da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), lançada em 2019, voltada à criação de soluções na área de Mobilidade Elétrica Eficiente. “Trata-se de um projeto estratégico de pesquisa e desenvolvimento que já nasceu dentro do conceito de RISE – Rede de Inovação do Setor Elétrico”, afirma Aristides Ferreira, gerente de Soluções em Sistemas de Energia do CPQD. “O objetivo é desenvolver uma solução destinada a dar uma segunda vida para baterias de lítio-íon usadas em veículos elétricos”, acrescenta.

Ele explica que, dependendo do uso, a duração de uma bateria de lítio-íon em carro elétrico é de aproximadamente 8 a 10 anos – a partir daí, aumenta a percepção do usuário da perda de autonomia do veículo, uma vez que a bateria sofre uma redução da sua capacidade de armazenar energia. Com o projeto de segunda vida, é possível dar a ela mais 5 a 10 anos de uso em aplicações diferentes, como o armazenamento de energia gerada por sistemas fotovoltaicos e outras fontes intermitentes, ou como backup em estações de telecomunicações, por exemplo.

VEJA TAMBÉM:  Furukawa exibe novos produtos da linha de soluções GPON para redes FTTx

Vitor Arioli, pesquisador da área de Sistemas de Energia do CPQD, conta que o desenvolvimento do projeto começou com a realização, em laboratório, de vários ensaios e medições em baterias de ônibus elétricos degradadas, fornecidas pela BYD. “A bateria de lítio-íon é composta por várias células, que formam um pack”, explica. “O trabalho no laboratório envolveu a análise de cerca de 500 células fornecidas pela BYD e, com base nisso, desenvolvemos uma metodologia para avaliação e seleção das células mais adequadas para compor uma bateria de segunda vida”, destaca Arioli.

Além dessa metodologia, o CPQD desenvolveu algoritmos e o protótipo da própria bateria de segunda vida – o que inclui hardware, mecânica e o sistema de gerenciamento conhecido como BMS (do inglês Battery Management System). Realizou também uma prova de conceito (PoC), em suas instalações em Campinas, e uma série de testes de ciclagem visando acelerar o processo de envelhecimento e determinar o tempo real de duração de uma bateria na sua segunda vida. Segundo Arioli, foram cerca de dois anos de ensaios e testes com esse foco.

O próximo passo será uma PoC na Unicamp, onde está instalada uma planta de geração de energia fotovoltaica. “Nesse caso, a intenção é fazer avaliações destinadas a garantir a qualidade da energia da rede elétrica com o uso dessa bateria de segunda vida”, revela Aristides Ferreira. Essa prova de conceito irá encerrar o projeto – seu término está previsto para setembro – e, a partir daí, a tecnologia estará pronta para ser transferida para a empresa responsável pela fabricação e comercialização no mercado da bateria de segunda vida.

 

Sobre o CPQD

Com foco na inovação em tecnologias da informação e comunicação, o CPQD mantém um portfólio abrangente de soluções que são utilizadas nos mais diversos segmentos de mercado, no Brasil e no exterior, e aceleram a geração de valor no processo de transformação digital contribuindo para a excelência operacional das organizações, a transformação da experiência dos usuários, a reinvenção de modelos de negócios, a segurança e conformidade e a criação de novos produtos. Referência tecnológica no país, o CPQD integra o ecossistema de inovação aberta que vem alavancando o empreendedorismo, por meio de sua notória competência em Internet das Coisas, Inteligência Artificial, Conectividade, Blockchain e Mobilidade Elétrica. O CPQD é uma organização privada, com 46 anos, que entrega serviços e desenvolve tecnologias de produtos e de sistemas de missão crítica aderentes às necessidades complexas do mercado. Esses são resultados do seu programa de P,D&I, que é a base para inovação em seus temas estratégicos no futuro das cidades inteligentes, do agronegócio inteligente e da manufatura avançada. O CPQD atua em toda a jornada de inovação – da ideia à implementação – e é apaixonado pela tecnologia que gera o desenvolvimento, o progresso e promove o bem-estar da sociedade.

VEJA TAMBÉM:  Vero expande sua rede de fibra óptica com solução pré-conectorizada Furukawa

Sobre a CPFL Energia 

A CPFL Energia está há 110 anos no setor elétrico e atua nos segmentos de distribuição, geração, transmissão, comercialização e serviços. Desde 2017, o Grupo faz parte da State Grid, estatal chinesa que é a segunda maior organização empresarial do mundo e a maior empresa de energia elétrica, atendendo 88% do território chinês. 

Focada em uma forma mais sustentável de produzir energia, tem na CPFL Renováveis uma das maiores empresas de geração da América Latina a partir de fontes alternativas, com um portfólio baseado em fontes limpas como grandes hidrelétricas, usinas eólicas, térmicas a biomassa, Pequenas Centrais Hidrelétricas (PCH) e usina solar. Em geração é a terceira maior agente privada do País, com capacidade instalada de 4.303 MW. 

Com 14% de participação, a CPFL Energia é uma das maiores empresas no mercado de distribuição, totalizando mais de 10 milhões de clientes em 687 cidades, entre os estados de São Paulo, Rio Grande do Sul, Minas Gerais e Paraná. Na comercialização, é uma das líderes no mercado livre, com participação de mercado de 4%. É líder na comercialização de energia incentivada para clientes livres entre as comercializadoras. 

A CPFL Energia possui ações listadas no Novo Mercado da B3. O Grupo também ocupa posição de destaque em arte e cultura, entre os maiores investidores brasileiros, por meio do Instituto CPFL. 

Sobre a BYD

A BYD chegou ao Brasil em 2015, quando inaugurou sua primeira fábrica de montagem de chassis de ônibus 100% elétricos em Campinas (SP). Em 2017, abriu uma segunda fábrica, também em Campinas, para a produção de módulos fotovoltaicos. Para abastecer a frota de ônibus elétricos, a empresa iniciou, em 2020, a operação de sua terceira fábrica no Brasil, no Polo Industrial de Manaus (PIM), dedicada à produção de baterias de fosfato de ferro-lítio (LiFePO4). A empresa também é responsável por dois projetos de SkyRail (monotrilho) no país: em Salvador, com o VLT do Subúrbio, e na cidade de São Paulo, com a Linha 17 – Ouro. Além disso, a BYD comercializa no Brasil sistemas de armazenamento de energia, inversores, empilhadeiras, caminhões, furgões e automóveis, todos elétricos e com baixa emissão de poluentes. Mais recentemente, devido à pandemia da Covid-19, a empresa também está vendendo máscaras descartáveis no país. Em abril de 2021, a BYD Brasil passou a integrar o Pacto Global, da Nações Unidas (ONU). Em novembro de 2021, deu o primeiro passo para o início da comercialização de automóveis de passeio no país e hoje já conta com cinco modelos lançados e uma rede consolidada de concessionárias em operação. Em abril de 2022, a BYD Energy inaugurou novas instalações e uma completa linha de módulos fotovoltaicos no mercado brasileiro. Em 2023, foi eleita pela revista americana Times como uma das 100 empresas mais influentes do mundo.

VEJA TAMBÉM:  Nova solução da Furukawa facilita instalação de redes ópticas em prédios

Relacionados

Comitê Nacional de Cibersegurança
CPQD faz doação de móveis de escritório

CPQD faz doação de móveis de escritório   Campinas, 5 de dezembro de...

Kryptus
Kryptus anuncia novo gerente de produtos

Compartilhe Siga no Google Notícias   Kryptus anuncia novo gerente de produtos A...